sábado, 4 de abril de 2015

Nova audiometria, novos resultados

Estive fazendo audiometria com a minha fono terça-feira passada e tanto ela como eu ficamos felizes com o resultado. Eu realmente não esperava tanto.

Esta é a audiometria sem usar nada. Quase zero som!

Esta audiometria foi feita com IC no P1
Esta audiometria foi feita somente com o meu AASI

Como podemos ver nas imagens acima, a audiometria tradicional é feita sem nenhuma prótese auditiva. Para vermos o progresso com AASI e IC, foi feita audiometria separadamente nos dois ouvidos. O meu AASI já está bem velhinho, como comentei em outra postagem, o resultado era esperado. Ou seja, está ruinzinho... Já solicitei o Claris novamente, pois tenho andado com dificuldade de compreensão na fala. Agora, o IC teve uma melhora significativa, além de estar melhor que o AASI, ele subiu para 10 dB (na avaliação da fala) em relação a primeira audiometria, que estava 20dB.

Olhando os gráficos, quem não conhece não vai entender, por isso pedi a minha fonoterapeuta, Nirley, o gráfico com os sons relacionados aos respectivos decibéis. Assim eu, que também não conhecia, pude analisar melhor uma audiometria. 


O gráfico acima mostra que quanto menor o nível de audição em decibel, melhor o ouvido. O ouvido bom, pega todos estes sons, mas o ouvido com nível de audição em 20 dB, por exemplo, tem capacidade de captar os sons representados no gráfico da linha 20 pra baixo, entre eles: cachorro latindo, bebê chorando, piano, moto, avião, etc...

Por isso digo que a audição é um milagre! Quem tem a audição perfeita tem gratidão eterna com Deus. E quem não tem, deve buscar esta realização na sua vida, porque ouvir, por menos que seja, é tudo de bom!

2 comentários:

  1. Aee Alê!! Feliz com seu progresso!
    Amiga que inspira! E loguinho irmãs de IC (esperar ativar, né?)
    Um beijão!
    Thais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thais! Obrigada, amiga querida!
      Logo, logo nos tornaremos irmãs de IC! Contando as horas!
      Beijos, Deus te abençoe

      Excluir

Deixe um comentário